Imagem ilustrativa de uma pessoa canhota escrevendo em folhas de papel em branco.

Afinal, por que nascemos canhotos?

Até pouco tempo, pessoas que nascessem canhotas eram consideradas amaldiçoadas. Mas o avanço da ciência reverteu o conceito, mostrando que ser canhoto pode estar na genética da humanidade.

Segundo pesquisadores, atualmente 10% da população mundial é canhota. Ao passo que alguns estudos alegam que o cérebro de destros e canhotos não são totalmente iguais. Em outras palavras, o hemisfério direito, que controla o lado esquerdo do corpo (e é o mais ativo nos canhotos), também coordena algumas habilidades, como é caso da matemática e na seleção de experiência pela memória. Já o hemisfério esquerdo nos destros é responsável por atividades ligadas as emoções, fala e o reconhecimento de imagem e criatividade.

Decerto, esse é um assunto que causa muita dúvida, afinal, por que nascemos assim? Para explicar melhor, selecionamos algumas das teorias mais debatidas na atualidade.

Genética de um canhoto

Seja quem for o pai, há possibilidade de a hereditariedade influenciar no nascimento de uma pessoa canhota. Isso porque famílias de canhotos têm 75% de chance de gerarem outro. Um exemplo disso, parte da família real da Inglaterra, visto que a Rainha Elizabeth II e o príncipe Willian são canhotos.

Gravidez

Mulher grávida com unhas vermelhas e vestido branco

Estudos relatam que a segurança e a saúde da gravidez tendem a contribuir com a formação cerebral, isto é, casos de traumas na gestação modificariam o desenvolvimento do sistema cognitivo. Para chegar à tal hipótese, pesquisadores canadenses avaliaram 834 mães que, quando estavam gestantes, enfrentaram a morte de um próximo ou perderam o emprego. Resultados que mostraram que tais situações impulsionaram à gestação de uma criança canhota.

Sistema hormonal

Com uma linha de raciocínio um pouco diferente da primeira, o neurologista americano Norman Geshwind alega que a probabilidade da produção de hormônio de testosterona na gestação tende a prejudicar a formação do hemisfério direito da criança, o que aumentaria a chance do feto nascer canhoto, visto que quanto mais velha a mulher, maior é a alteração dos hormônios.

Formação biológica

Imagem ilustrativa representativa de células de DNA roxas.

A teoria mais recente de todas foi divulgada em 2019 pela revista eLife. Segundo o estudo, o ato de um ser humano nascer canhoto não tem a ver com o cérebro, e sim com uma diferença genética que atinge parte da medula espinhal.

Para a pesquisa, supõe-se que a assimetria da coluna, que é responsável por emitir os impulsos elétricos para as mãos, braços e pés, define se a pessoa será destra ou não. Além disso, o estudo também evidencia que os fatores ambientais são capazes de interferir na ação dos genes, ou melhor, enquanto o bebê ainda se desenvolve.

Bom, se esse estudo irá prevalecer ninguém sabe, mas a pergunta que não é calar é: o fato de ser canhoto seria uma habilidade?

Compartilhe com a gente da Drogaria Nova Esperança!