Siga-nos nas redes sociais
Acesse a nossa loja
Drogaria Nova Esperança
Acesse a nossa loja
Página Inicial Beleza Entenda tudo o que você precisa saber sobre protetor solar

Entenda tudo o que você precisa saber sobre protetor solar

Sabe aquele produto utilizado principalmente nas praias para realizar a proteção da pele perante ao sol forte? Então, neste post detalhamos muito mais sobre o protetor solar!

08 de dezembro de 2020
Última atualização: 15 de dezembro de 2020
Entenda tudo o que você precisa saber sobre protetor solar
Tempo estimado de leitura: 11 Minutos

Conhecido por filtro ou protetor solar, o produto é um cosmético ou dermocosmético, indicado por especialistas do mundo inteiro com o objetivo de auxiliar na proteção da pele contra a radiação ultravioleta do sol, reduzindo queimaduras solares e outros danos causados pela exposição. Além disso, o uso correto ajuda na prevenção do câncer de pele, patologia condicionada ao errôneo cuidado com a barreira cutânea em relação ao sol.

O primeiro produto utilizado com a ideia de proteção, foi o óleo de oliva, usado pelos gregos antigos. Porém, não apresentava efetividade comprovada. Já na Segunda Guerra Mundial, muitos soldados apresentavam sérias queimaduras solares, e para protegê-los o farmacêutico Benjamim Greene, criou uma proteção que chamou de “red vet pet”, que funcionava principalmente através do bloqueio físico dos raios do sol, com produto originário do petróleo, similar à vaselina.

No Brasil, o filtro solar chegou apenas em 1984, produzido pela Johnson & Johnson, com a conhecida marca de proteção solar Sundown. Apesar da baixa proteção, com FPS (fator de proteção solar) de apenas 4, 8 e 15, foi o início do desenvolvimento de produtos com o objetivo final de cuidar da pele. O caminho de criação dos protetores que temos hoje, foi longo, e continua evoluindo a partir das necessidades cutâneas.

A importância do protetor solar

A pele é o maior órgão do corpo humano, e apresenta função de regular a imunidade, proteger contra agentes externos e controlar a temperatura. Por ter uma alta complexidade estrutural, e apresentar diversos tecidos, vasos sanguíneos e terminações nervosas, é extremamente essencial para nossa sobrevivência.

Cuidar da pele, é mais do que estética, é revestir o nosso corpo também por dentro, e por isso usar protetor solar é tão importante. No rosto, no corpo, no verão, no inverno, o uso do produto é essencial para evitar que agentes agressores externos danifiquem a barreira cutânea. Isso porque, os produtos de hoje em dia visam prevenir inclusive os danos causados pela luz azul presente na lâmpada, no computador, no celular…

No inverno, por exemplo, o sol não deixa de estar no céu, mesmo que seja impossível de vê-lo. Portanto, os poucos raios que chegam a nós nesta época do ano, é capaz de causar queimaduras solares, mesmo que pequenas. Além disso, muitos produtos agem como tratamento para pele, evitando outros problemas cutâneos, e até mesmo uniformizam o tom, por possuírem cor.

Como saber qual o protetor ideal para minha pele?

Mulher aparentando dúvidas.

Na hora de escolher seu protetor solar, é muito importante levar em consideração o seu tipo de pele, pois cada uma apresenta uma característica e uma necessidade. Por isso, é importante observar o FPS, a textura, e os ativos presentes na fórmula. Abaixo, apresentamos as características dos produtos, para cada tipo de pele.

Peles mistas e oleosas

As peles mistas e oleosas, apresentam como característica a produção excessiva de sebo. O protetor solar para este tipo de barreira cutânea, apresenta em sua composição ativos oil-free, que visam eliminar os resíduos oleosos, e normalmente não comedogênicos, que evitam o acúmulo do produto nos poros, o que pode causar a formação de espinhas. Para um bom acabamento, a maioria das linhas também apresentam efeito mate e toque seco, que ajudam a evitam o brilho excessivo.

Peles secas

Já as peles com características secas, devem buscar produtos com ativos de alto poder hidratante, e textura cremosa, para melhor aderência na pele que apresenta tendências ao ressecamento. Além disso, a maioria dos produtos apresentam ingredientes antioxidantes, para impedir a perda de nutrientes essenciais que protege o DNA celular da pele.

Peles sensíveis

As peles sensíveis, carecem de produtos, hipoalergênicos, que visam evitar reações alérgicas pela pele. Normalmente, recomenda-se os maiores fatores de proteção para este tipo de pele, além de apresentarem ingredientes de ação calmante e hidratante. Para maior conforto, os produtos são dermatologicamente testados e devem apresentar alta ação anti-irritante.

Observe sempre o FPS!

O fator de proteção solar é a principal coisa que deve ser observada na hora de comprar o seu protetor solar, pois ele mostra a principal medida de eficácia de um produto, mostrando o quanto ele é capaz de agir contra a queimadura solar.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), alerta ainda a necessidade da pele brasileira geral, que não deve utilizar fórmulas com fatores menores de que FPS30, inclusive as pessoas negras. Além disso, para garantir que aquele fator permaneça protegendo quando em contato com água e suor, é recomendada a reaplicação a cada 2 horas.

Saiba como descartar medicamentos corretamente

Conheça os diferentes tipos de Açúcar

Afinal, por que não pode Glúten?

Afinal, como funciona o protetor solar?

Explicação de como os raios solares batem na pele durante exposição a ele.

O que danifica a pele, é o contato dos raios UVA e UVB com a pele, podendo chegar até a hipoderme e causar diversos danos para saúde cutânea. Existem dois tipos de protetor solar, chamados de “físico” e “químico”. Quando físico, é normalmente chamado de bloqueador, e contém em sua fórmula alta concentração de dióxido de titânio. Este tipo de produto age como refletor, e ao deixar uma camada branca na pele, impedem a entrada dos raios UV.

Já os denominados “químicos”, conhecidos como protetor solar, possuem substâncias que interagem com a radiação, e ao absorvê-la, mudam a sua estrutura, para não atingir as camadas da pele. Este tipo de produto não deixa a pele branca. Em ambos os casos, o objetivo é impedir que haja fotodegradação significante.

Como usar o protetor solar?

Como comentamos, o uso do protetor solar deve ser diário, inclusive nos dias mais frios, nublados e chuvosos. Além disso, o ideal é que a pele esteja devidamente limpa e seca, para melhor aderência do produto com a pele. Abaixo, mostramos a melhor forma de incluir a aplicação deste produto fundamental em sua rotina.

No dia a dia

Ao acordar, é extremamente importante que uma rotina de cuidados com a pele seja efetuada. Portanto, busque alternativas de produto para higienização e hidratação da barreira cutânea, antes de aplicar o protetor. Como precisamos também da absorção da vitamina D, normalmente o uso do produto no rosto para o dia a dia já é fundamental, a não ser que você fique muito vulnerável a exposição.

Na praia

O contato com a água e com o suor, exige que o protetor seja reaplicado a cada 2 horas, para manter o fator de proteção prometido na embalagem do produto escolhido. Portanto, mediante atividades aquáticas, observe a quantidade de vezes do uso do seu protetor.

Em crianças e bebês

As crianças também estão vulneráveis a exposição ao sol, portanto, é importante buscar produtos específicos para a pele sensível que elas apresentam. Algumas marcas, dedicaram linhas exclusivas, que são desenvolvidas com ativos que visam proteger a pele, sem causar agressões e alergias. O médico poderá orientar a melhor maneira de introduzir este tipo de produto na rotina dos pequenos.

Sol e Vitamina D

Apesar do perigo das queimaduras, o sol é a principal fonte de vitamina D, substância essencial para nossa saúde hormonal, óssea, imunológica e vascular. 90% deste composto presente em nosso organismo, é absorvido pelo sol, portanto, se expor a ele diariamente é necessário. O grande problema, é que o uso do protetor inibe sua absorção.

Para driblar este fator, os médicos sugerem a exposição ao sol diária de 15 a 20 minutos, sem protetor, e sempre em horários fora do maior pico de radiação solar, que é entre 10 e 16 horas. Portanto, para obter a vitamina D, tome sol pela manhã ou no fim da tarde, ou deixe braços e pernas sem proteção para contato com o sol.

Dúvidas gerais

O que passar primeiro hidratante ou protetor solar?

Os dermatologistas recomendam o uso do protetor após a hidratação cutânea, pois o hidratante tem a função de repor a água da pele, que também é fundamental para saúde da cútis.

Com quantos meses o bebê pode usar protetor solar?

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), não é recomendada a administração de protetor solar em bebês com menos de 6 meses de idade. Isso porque, alguns ativos presentes nas fórmulas podem causar alergia na pele sensível da criança. Neste período, é fundamental que a criança não seja submetida a exposição direta ao sol, principalmente em horários de maior vulnerabilidade.

Qual a diferença do protetor solar com e sem cor?

O objetivo do protetor solar com cor, é substituir o uso da base da maquiagem, agindo como uniformizador natural, que disfarça algumas imperfeições ao mesmo tempo que protege a pele dos danos solares. Não há diferença de ação protetiva, sendo assim critério da pessoa escolher ou não a opção com cor.

Qual a diferença do bronzeador para o protetor solar?

Os dermatologistas afirmam, que a principal função dos bronzeadores, é a potencialização da ação do sol, e por isso seu uso pode prejudicar a saúde cutânea. Já os protetores, visam inibir a agressão causada pelos raios ultravioletas. Muito buscado para aumentar a pigmentação da pele, o bronzeador deve ser utilizado com cuidado e a partir da orientação de especialistas.

Receba as melhores notícias pela nossa newsletter!



    Informações do autor

    Giovanne

    Posts recentes

    Conheça a mamadeira ideal para todo bebê
    26 de abril de 2021

    mamadeira ideal para todo bebê

    Leia na íntegra
    Cuidados que você precisa tomar contra o piolho
    22 de abril de 2021

    Cuidados que você precisa tomar contra o piolho

    Leia na íntegra
    Enjoo: o que causa, sintomas e como tratar?
    20 de abril de 2021

    Enjoo: o que causa, sintomas e como tratar?

    Leia na íntegra
    Conheça as vitaminas e minerais que vão melhorar o seu dia!
    20 de abril de 2021

    Conheça as vitaminas e minerais que vão melhorar o seu dia!

    Leia na íntegra
    Dicas e curiosidades sobre tintura de cabelo
    16 de abril de 2021

    Dicas e curiosidades sobre tintura de cabelo

    Leia na íntegra

    Mais acessados

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde
    02 de junho de 2020

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde

    Leia na íntegra
    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos
    13 de julho de 2020

    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos

    Leia na íntegra
    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios
    10 de junho de 2020

    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios

    Leia na íntegra
    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno
    26 de junho de 2020

    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno

    Leia na íntegra
    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas
    16 de março de 2020

    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

    Leia na íntegra