Siga-nos nas redes sociais
Acesse a nossa loja
Acesse a nossa loja
Página Inicial Saúde Lipedema x Celulite – conheça as diferenças

Lipedema x Celulite – conheça as diferenças

Saiba mais sobre esta doença que afeta milhares de mulheres no Brasil, causando dor e incômodo, e aprenda o que fazer para tratá-la

15 de março de 2023
Última atualização: 15 de março de 2023
[addthis tool='addthis_inline_share_toolbox_a6r5']
Lipedema x Celulite – conheça as diferenças
Tempo estimado de leitura: 10 Minutos

Mais que um problema estético como a Celulite, que é o acúmulo de gordura e toxina nas células, o Lipedema vai além e afeta uma a cada dez mulheres atualmente, de acordo com o site da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica – ABESO.

Quando há um acúmulo anormal e progressivo de gordura, não somente nas pernas, mas em outras partes do corpo, um sinal de alerta deve se acender e alguns cuidados precisam ser observados.

Leia o conteúdo que foi preparado sobre esta doença, saiba como identificá-la e quais são os melhores tratamentos antes que se torne algo mais grave.

 

O que é Lipedema?

Muitas vezes confundido com obesidade, o problema foi apresentado pela primeira vez nos Estados Unidos, em 1940. Sua característica mais evidente é a concentração de gordura nos braços e pernas e é uma situação menos rara do que se pensa. Ainda segundo o que a ABESO divulga, em 2022, a doença já atingia cerca de 5 milhões de mulheres no Brasil, sim, é um problema feminino e tem uma explicação para isso.

O estímulo para o desenvolvimento da doença está nos hormônios femininos estrogênio e progesterona, daí ser uma condição que atinge as mulheres. Afeta inclusive pessoas magras, por esse motivo não pode ser classificado como obesidade.

A Organização Mundial da Saúde reconhece o Lipedema como uma enfermidade. Apesar de não ser um problema somente estético, é possível afirmar que as deformações causadas na silhueta afetam diretamente a autoestima, já que atinge a imagem.

 

Causas e sintomas da doença

Há alguns fatores que podem ajudar a desencadear o Lipedema, como alterações hormonais na gravidez ou no tratamento de infertilidade, na menopausa ou quando a paciente ingere anticoncepcionais. Se não for tratado da maneira correta, o problema pode avançar gerando dores.

No início, são somente nódulos de gordura sob a derme. Já no próximo estágio, a gordura fica mais visível deixando a pele com uma textura parecida com a celulite.

Na sequência, em um estado mais avançado, o tecido adiposo apresenta fibrose. As regiões afetadas ficam bastante inchadas e já não reage ao tratamento clínico, sendo necessária a cirurgia.

No quarto e último nível, o estado avançado de acúmulo de linfa no tecido e as deformidades dos membros atingidos requerem a cirurgia como tratamento.

É preciso buscar ajuda com um profissional o mais depressa possível, porque, quanto mais cedo iniciar o tratamento, maior a probabilidade do sucesso sem a necessidade de intervenção cirúrgica.

Como diagnosticar o Lipedema?

Para identificar a patologia é preciso uma equipe multidisciplinar que inclui médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, educadores físicos, psicólogos e terapeutas. Sendo os médicos responsáveis por fazer os exames laboratoriais para diagnosticar o problema que afeta órgãos como as regiões das coxas, dos braços, glúteos e joelhos.

Como tratar Lipedema?

O dermatologista, por sua experiência com pele, pode ser o primeiro a identificar a condição e iniciar o tratamento especificamente, porém, outros especialistas devem ser acionados, como o cirurgião vascular. Ele será responsável por avaliar a “associação com insuficiência venosa crônica e linfedema”, conforme está disposto no artigo da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular – SBACV-SP.

Há outro profissional que fará parte do processo: o cirurgião plástico. Ele participará do tratamento quando houver a necessidade de uma lipoaspiração para retirada dos nódulos de gordura.

Além desses profissionais de saúde, outros serão requisitados, como o nutricionista para indicar uma dieta que evite aumentar a inflamação. Esse acompanhamento é imprescindível para um resultado satisfatório da terapia. O fisioterapeuta e o educador físico serão os encarregados pelos exercícios físicos, com o objetivo de fortalecer a musculatura e os ligamentos, diminuindo as chances de lesões.

Por fim, e muito importante, o acompanhamento com terapeutas. Eles cuidarão da parte psicológica da pessoa, pois essa condição atinge a imagem, sendo essa ligada à autoestima. Portanto, o cuidado com a parte emocional não só evita a depressão, mas funciona como um catalisador para que todo o procedimento tenha o sucesso esperado.

Lipedema – antes e depois

O processo para tratar é longo e requer persistência e determinação. Muitas vezes, pode parecer que nunca se  alcançará o resultado que deseja, mas com paciência e perseverança, após o período de tratamento, é possível verificar o efeito.

                   

Como prevenir o Lipedema

Como as principais causas são hormonais, não há um remédio que trate o Lipedema, contudo, pode-se tomar algumas medidas para melhorar essa condição.

Profissionais especializados devem acompanhar os exercícios físicos. O uso de meias de compressão durante a atividade física e mesmo no dia a dia é excelente. Elas ajudam tanto nos hematomas comuns em pessoas que têm a doença, quanto para prevenir o inchaço, pois melhoram a circulação e pressionam a água para dentro do tecido.

Outro fator importante é ter uma dieta equilibrada. Evitar alimentos que fazem com que a inflamação se agrave, como os industrializados, é uma boa escolha. Além disso, a pessoa que sofre com o Lipedema deve se afastar do excesso de sal, açúcar e gordura.

Todos esses cuidados associados a uma rotina livre de estresse, com exercícios físicos regulares, mantendo uma alimentação balanceada e evitando o consumo de álcool e o tabagismo melhoram os sintomas e qualidade de vida.

 

Dicas da Drogaria Nova Esperança

Se você sofre com essa condição, aqui vão algumas dicas de ouro para o seu dia a dia com mais qualidade de vida.

– Cuide da pele: Limpe a pele suavemente e aplique cremes com pH neutro.

– Vista-se adequadamente: use roupas e sapatos confortáveis no dia a dia.

– Alimentação equilibrada: priorize alimentos saudáveis e naturais. Se estiver acima do peso, procure uma dieta para reduzir os quilos a mais, sempre com a ajuda de um profissional.

– Não descuide da saúde emocional: observe a parte física e a psicológica também. Elevar a autoestima é um grande passo para enfrentar o tratamento que está por vir.

 

Qual a diferença entre Lipedema e Celulite?

 

Depois de toda essa explicação sobre o Lipedema, fica mais fácil entender a diferença entre ele e a celulite. Embora as duas condições sejam um problema de gordura sob a pele, a celulite não é tão grave quanto o lipedema, pois não causa dor e está ligada somente à estética. Portanto, é possível inferir que ambas têm sua origem em questões hormonais, mas a celulite também está associada à hereditariedade, a problemas circulatórios e estilo de vida.

A Lipodistrofia ginoide, ou celulite (como é popularmente conhecida), atinge grande número de mulheres, independente de etnia ou idade, mas se agrava com o ganho de peso.

Na Drogaria Nova Esperança oferecemos uma linha de cremes para as pernas a fim de suavizar a aparência da celulite, proporcionando conforto e sensação de pernas mais hidratadas:

1. VARICELL CREME PARA CELULITE

O laboratório FQM indica para aliviar as dores, reduzir o inchaço e cansaço nas pernas, além de melhorar a circulação e aparência por meio da hidratação profunda.

2. GEL-CREME REDUTOR DE MEDIDAS E CELULITE HIDRABENE

Fabricado pela Dahuer, o creme ativa a lipólise e promove ação drenante.

3. NIVEA BYE-BYE CELULITE GEL-CREME

Produzido pela Beiersdorf, o produto melhora a aparência da celulite, estimulando a renovação celular e acelerando o metabolismo.

4. ADCOS REDUXCEL ANTICELULITE E REDUTOR

A fabricante Adcos indica para reduzir medidas e celulite. Além de produzir uma ação drenante contra o inchaço na região aplicada.

5. IMECAP CREME REDUTOR DE MEDIDAS E ANTICELULITE

Desenvolvido pelo laboratório FQM, é apropriado para oferecer ação redutora, proporcionando mais firmeza e hidratação para a pele.

E então, gostou do nosso conteúdo? Siga também nossas redes sociais para outras dicas.

Tags:

Tags:
Receba as melhores notícias pela nossa newsletter!



    Informações do autor

    Adriana Lima

    Posts recentes

    04 de dezembro de 2023

    Drogaria Nova Esperança inaugura loja conceito no Itaim Bibi

    Leia na íntegra
    27 de setembro de 2023

    Dicas para estabelecer uma rotina saudável para as crianças

    Leia na íntegra
    30 de agosto de 2023

    Como identificar e lidar com atrasos no desenvolvimento infantil

    Leia na íntegra
    23 de agosto de 2023

    Tratamento do câncer, avanços promissores no combate à doença

    Leia na íntegra
    18 de agosto de 2023

    Cuidados com a pele durante as diferentes estações do ano

    Leia na íntegra

    Mais acessados

    02 de junho de 2020

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde

    Leia na íntegra
    13 de julho de 2020

    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos

    Leia na íntegra
    10 de junho de 2020

    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios

    Leia na íntegra
    26 de junho de 2020

    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno

    Leia na íntegra
    16 de março de 2020

    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

    Leia na íntegra