Siga-nos nas redes sociais
Acesse a nossa loja
Drogaria Nova Esperança
Acesse a nossa loja
Página Inicial Saúde Sistema Imunológico: o que é e como funciona

Sistema Imunológico: o que é e como funciona

Para garantir a proteção do corpo contra infecções, o sistema imunológico é formado por diferentes células, tecidos, órgãos e moléculas, a fim de garantir o reconhecimento celular de […]

23 de dezembro de 2020
Última atualização: 16 de fevereiro de 2021
Sistema Imunológico: o que é e como funciona
Tempo estimado de leitura: 11 Minutos

Para garantir a proteção do corpo contra infecções, o sistema imunológico é formado por diferentes células, tecidos, órgãos e moléculas, a fim de garantir o reconhecimento celular de substâncias estranhas. Então, a partir disso,  diferencia os invasores do corpo para se proteger e se defender de agressões, neutralizando suas ações.

Com o objetivo de explicar detalhadamente o que é o sistema imunológico, separamos um conteúdo detalhado, com forma de funcionamento e melhor maneira de manter o sistema de defesa do corpo saudável e ativo, capaz de formar uma grande barreira de proteção para nosso corpo, evitando diversas doenças.

Muitas coisas são consideradas essenciais para que a defesa possa funcionar da melhor maneira, como a ingestão correta de vitaminas diariamente, e a prática de hábitos saudáveis como exercícios físicos, que podem aumentar a capacidade de defesa. Entretanto, para melhor entender estes passos fundamentais, é importante conhecer mais sobre o tema.

O que é sistema imunológico?

Conhecido também como sistema imune, consiste na ação de defesa do nosso corpo, que tem por objetivo impedir que substâncias patológicas agridam a nossa saúde, e afetem nossas atividades. Esta capacidade é conhecida como imunidade, que pode ser inata ou adquirida, sendo respectivamente natural, portanto, o indivíduo já nasce com ela, ou a desenvolvida durante a vida mediante necessidade de cada corpo.

Imunidade Inata

Foto do glóbulo vermelho presente no sangue

 

Está é a principal linha de defesa do nosso corpo. São chamadas também de barreiras físicas, químicas e biológicas, sendo naturais do nosso corpo. Abaixo, explicamos detalhadamente cada imunidade e sua ação no organismo.

Pele -> Principal barreira do corpo contra os agentes patogênicos.

Cílios -> Protege os olhos de partículas externas e até mesmo pequenos insetos.

Lágrima -> Limpa e lubrifica o globo ocular, protegendo- o de infecções.

Muco -> Fluído capaz de impedir a entrada de microrganismos no sistema respiratório.

Plaquetas -> à Diante de um ferimento, elas atuam na coagulação, impedindo a passagem de hemácias na retenção do sangue.

Saliva -> Lubrifica a boca e ajuda na proteção de vírus que podem invadir os órgãos do sistema respiratório e digestivo.

Suco gástrico -> Produzido pelo estômago, atua no processo de digestão dos alimentos, impedindo a proliferação de microrganismos.

Suor -> Ajuda a pele a barrar a entrada de fungos, graças a presença de ácidos graxos.

Imunidade Adquirida

Este tipo de imunidade é adquirido ao longo da vida, a partir da exposição da necessidade de defesa, evoluindo conforme o corpo pede. Existem dois tipos deste tipo de adaptação imune:

Imunidade Humoral -> Age através dos linfócitos B, dependendo do reconhecimento dos antígenos.

Imunidade Celular-> Mediado por células, age através dos linfócitos T.

Células do sistema imune

As células de defesa que temos no corpo, são essenciais para que o corpo responda as agressões externas. Mas, para entender melhor, apresentamos abaixo quais são elas, e como agem.

Leucócitos

Conhecido como glóbulos brancos, os Leucócitos são produzidos pela medula óssea e linfonodos. A função principal é produzir anticorpos de ação contra os patógenos, e eles são os principais agentes do sistema imunológico do corpo. Existem diversos tipos, e cada um apresenta uma função diferente:

Neutrófilos: envolvem as células doentes para destruí-las.

Eosinófilos: agem contra parasitas que se hospedam no corpo.

Basófilos: visam inibir ações alérgicas.

Fagócitos: realizam fagocitose de patógenos, que consiste na destruição de bactérias ou tecidos necrosados.

Monócitos: penetram os tecidos para defender a pele da ação dos patógenos.

Linfócitos

Também são células conhecidas como glóbulos brancos. A ação principal tem por objetivo destruir os microrganismos infecciosos como as bactérias e os vírus. Existem dois tipos, o Linfócito B e o T, como explicamos acima.

Macrófagos

Estas células são derivadas dos monócitos, e sua principal função é penetrar nos restos celulares ou microrganismos, a fim de destruí-los. Sendo assim, eles são os responsáveis por começar a resposta imunitária do corpo para qualquer agressão.

Como funciona?

Responsável por proteger o corpo contra qualquer tipo de infecção, o sistema imune é responsável por identificar o patógeno e ativar de forma imediata os mecanismos de defesa, para combater os sintomas. Cada uma das imunidades estimulam um tipo de resposta, sendo caracterizada por suas funções próprias.

Na imunidade inata, ou natural, que já está presente com a pessoa desde o nascimento, há maior rapidez e pouca especificidade, agindo através das barreiras físicas, fisiológicas e celulares que comentamos acima. Já na adaptativa, a resposta é gerada através das células de memória, que reconhecem a agressão e agem para combatê-la.

Mas, além disso, a imunização pode ser ativa ou passiva, como explicamos abaixo:

Imunização ativa

Neste tipo de imunização, temos como principal exemplo, a vacinação, que age com o objetivo de fazer com que o sistema imune produza anticorpos capazes de gerar memória, fazendo com que o corpo reconheça e combata o agente invasor em um novo contágio. Então, é muito importante que estejamos com as vacinas em dia, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde sempre que possível.

Imunização passiva

Já neste tipo de imunização, os anticorpos são produzidos por outra pessoa ou animal, como no caso da picada da cobra, ou até mesmo pela placenta. Por isso, o aleitamento é essencial ao nutrientes, vitaminas, minerais e anticorpos para o bebê.

Como fortalecer o sistema imunológico?

Dicas de como fortalecer o sistema imunologico

Um sistema imune comprometido, é facilmente identificado por infecções recorrentes, facilidade em adquirir sintomas de gripe, febres frequentes e calafrios, além de cansaço, sono excessivo e até mesmo náuseas e vômitos. Para evitar estes sintomas de imunidade baixa, é muito importante adquirir hábitos de vida saudável.

Para melhor explicar um bom fortalecimento imune, temos 4 dicas ensinadas pelo SUS (Sistema Único de Saúde)

  1. Tenha uma alimentação adequada!

Alimentos ricos em antioxidantes, zinco, vitaminas A, C e E, são essenciais para proteger o organismo dos microrganismos e das infecções. Para isso, consulte um nutricionista, e analise como anda a absorção de nutrientes dos alimentos que você consome. Este passo é fundamental para prevenir ataques externos ao sistema de defesa do corpo.

  1. Durma bem!

Noites ruins de sono, prejudicam o sistema imunológico, por conta disso, é preciso descansar bem a fim de repor as energias. Especialistas recomendam de 6 a 8 horas de sono por noite, para um dia produtivo.

  1. Hidrate-se!

Administrar líquidos é fundamental para retirar o excesso de impurezas do organismo, o que consequentemente ajuda na prevenção de doenças. Calcule a quantidade necessária de água que o seu corpo precisa, e ingira corretamente ao longo do dia.

  1. Pratique exercícios!

O sedentarismo também pode agredir o sistema imunológico, além do que a prática de exercícios físicos ajuda na redução do estresse, que ataca a imunidade, e aumentam a produção de anticorpos no organismo.

Os alimentos que fortalecem o sistema imunológico

Os nutricionistas afirmam, que é possível ter um sistema imune protegido e forte, através da imunonutrição, por conta disso, é importante incluir alimentos no dia a dia capazes de fornecer alta concentração de nutrientes essenciais para a saúde do sistema de defesa do corpo.

Dentre os exemplos, podemos citar:

Castanha-do-pará -> Rica em selênio, que é um poderoso antioxidante, este composto ajuda a combater os radicais livres que atacam o corpo. Uma ou duas unidades fornecem a quantidade diária de selênio recomendada.

Iogurte Natural -> Rico em lactobacilos, o iogurte visa fortalecer o sistema imune através da flora intestinal, além de ajudar no controle do sobrepeso e da obesidade.

Frutas cítricas -> A laranja, o limão, o morango, o tomate, o kiwi… são frutas antioxidantes que contam com grandes propriedades anti-inflamatórias, capazes de prevenir doenças cardiovasculares e até mesmo tipos de câncer.

Própolis -> Suas propriedades antibacterianas e antivirais são essenciais para regular o sistema imune, pois a composição visa estimular os mecanismos de defesa. Incluir este nutriente na dieta diária, pode ajudar a prevenir muitas patologias.

Agora, você já sabe os sinais da imunidade baixa, alimentos que podem te ajudar a fortalecer o sistema imune, e muitas outras dicas essenciais para uma saúde estável. Portanto, converse com seu médico, balanceie sua alimentação, pratique hábitos de vida saudável, durma bem e se cuide! O seu mecanismo de defesa depende de pequenas atitudes suas para um melhor desempenho ao longo da vida.

Tags:

Receba as melhores notícias pela nossa newsletter!



    Informações do autor

    jsantos

    Posts recentes

    Entenda tudo sobre Rugas gravitacionais
    01 de março de 2021

    Entenda tudo sobre Rugas gravitacionais

    Leia na íntegra
    Andropausa no homem: o que é, sintomas e tratamento
    25 de fevereiro de 2021

    Andropausa no homem: o que é, sintomas e tratamento

    Leia na íntegra
    Sementes de hortaliças e dicas de como plantar
    25 de fevereiro de 2021

    Sementes de hortaliça e dicas de como plantar

    Leia na íntegra
    Hortaliças: o que são, tipos e benefícios à saúde
    24 de fevereiro de 2021

    Hortaliças: o que são, tipos e benefícios à saúde

    Leia na íntegra
    Mais saúde: lista das 7 principais hortaliças
    24 de fevereiro de 2021

    Mais saúde: lista das 7 principais hortaliças

    Leia na íntegra

    Mais acessados

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde
    02 de junho de 2020

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde

    Leia na íntegra
    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos
    13 de julho de 2020

    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos

    Leia na íntegra
    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios
    10 de junho de 2020

    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios

    Leia na íntegra
    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno
    26 de junho de 2020

    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno

    Leia na íntegra
    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas
    16 de março de 2020

    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

    Leia na íntegra