Siga-nos nas redes sociais
Acesse a nossa loja
Drogaria Nova Esperança
Acesse a nossa loja
Página Inicial Notícias Primeiro medicamento brasileiro à base de canabidiol

Primeiro medicamento brasileiro à base de canabidiol

Aprovado pela ANVISA, o medicamento fitoterápico já pode ser comercializado em farmácias pelo país, porém é necessário que se informe mais sobre o produto.

10 de junho de 2020
Última atualização: 10 de junho de 2020
Primeiro medicamento brasileiro à base de canabidiol
Tempo estimado de leitura: 5 Minutos

No final de abril deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a venda dos primeiros lotes brasileiros da medicação Canabidiol. Fabricada pelo laboratório Prati-Donaduzzi, no Paraná, as unidades só podem ser dispensadas mediante a apresentação da receita do tipo B (azul), já que se trata de um medicamento controlado, responsável por agir sobre o sistema nervoso central.

Quanto ao seu desenvolvimento, este foi realizado após a parceria da indústria e de cientistas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) e a Universidade de São Paulo (USP). Isso porque o primeiro aval para a criação aconteceu em 2015, quando a Anvisa retirou o CBD da lista de substâncias proibidas no país, ao reclassificá-la como uma fórmula controlada.

O produto, que é considerado um fitofármaco, ou seja, de origem vegetal, não pode ser consumido por qualquer pessoa. Para adquiri-lo, é necessário de autorização médica, sendo explicada a seguir, através de sua bula.

Indicação do Canabidiol

A indicação deste tipo de medicamento deve ser determinada por um especialista da área, que sempre deve respeitar a decisão do paciente e informá-lo sobre o seu estado de saúde, pelo fato do conteúdo ser usado em casos específicos, como nas terapias de epilepsia, esclerose múltipla, doença de Parkinson, esquizofrenia, ansiedade, fobias sociais e outros distúrbios psiquiátricos.

Composição

O produto é uma junção do próprio canabidiol, que é extraído de espécies da Europa, com óleo de milho e butil-hidroxianisol. Isso porque a sua produção se dá através do cultivo da cannabis. Atualmente, técnicas avançadas permitem um cultivo eficaz da planta como o uso da hidroponia, clonagem e até da iluminação artificial.

Com isso, seu produto final é considerado um fitofármaco, ou seja, de origem vegetal, o que não pode ser consumido por qualquer pessoa. Para adquiri-lo, é necessário de autorização médica.

Posologia

Como o fármaco possui mais de uma finalidade, sua posologia é determinada de acordo com o estado de saúde apresentado por cada paciente. Assim, vale frisar que não exige uma quantidade exata, devendo o médico assegurar o cronograma terapêutico a cada enfermo.

Como tomar Canabidiol

Um frasco-gotas de vidro ao lado de plantas medicinais dispostas sobre uma mesa.

O paciente deverá utilizar a seringa dosadora que vem junto ao produto, para dosar a quantidade receitada, sendo esta uma forma de evitar desperdícios e a automedicação.

Contraindicação

As contraindicações ligadas ao fitofármaco almejam os pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a qualquer um dos componentes de sua fórmula.

Além disso, o mesmo não pode ser consumido por usuários de drogas nem por crianças menores de 2 anos.

Tudo e mais um pouco sobre absorventes: Tipos, marcas e formas de uso

Qual a escova de dentes ideal para você?

Vai um chazinho? Saiba tudo sobre essa especiaria

Efeitos colaterais

Geralmente, os efeitos colaterais decorrentes do seu uso envolvem casos de infecções, aumento ou redução do apetite, tal como perda de peso, distúrbios gastrointestinais e respiratórios, irritabilidade, agitação, agressividade, fadiga, astenia, mal-estar, reações de hipersensibilidade na pele e alteração nos níveis de enzimas hepáticas.

Grávidas podem tomar?

Como qualquer outro tipo de medicamento, o manuseio de Canabidiol só deve acontecer mediante a orientação de um profissional da saúde, principalmente se a paciente estiver grávida ou em fase de amamentação.

Pode gerar sono?

Este tipo de medicação tende a deixar alguns pacientes sonolentos e outros com dificuldades para dormir.

Na DNE tem o Canabidiol

Para adquirir o medicamento à base do canabidiol na Drogaria Nova Esperança, é necessário comparecer à loja, com a receita emitida pelo médico.

Caso tenha outras dúvidas, entre em contato com a nossa Central de Atendimento pelo número (11) 3990-7720. Nossos profissionais estão disponíveis para atendê-lo.

Tags:

Receba as melhores notícias pela nossa newsletter!



    Informações do autor

    Giovanne

    Posts recentes

    Conheça o Autoteste Covid aprovado pela Anvisa
    22 de março de 2022

    Conheça o Autoteste Covid aprovado pela Anvisa

    Leia na íntegra
    Março Lilás: mês de conscientização contra o câncer de colo do útero
    07 de março de 2022

    Março Lilás: mês de conscientização do câncer de colo do útero

    Leia na íntegra
    Você sabe identificar quais os sintomas da dengue?
    07 de fevereiro de 2022

    Você sabe identificar os sintomas da dengue?

    Leia na íntegra
    Como prevenir o Câncer de Próstata?
    05 de novembro de 2021

    Como prevenir o Câncer de Próstata?

    Leia na íntegra
    Compre e retire na loja da Drogaria Nova Esperança
    27 de outubro de 2021

    Compre e retire na loja da Drogaria Nova Esperança

    Leia na íntegra

    Mais acessados

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde
    02 de junho de 2020

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde

    Leia na íntegra
    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos
    13 de julho de 2020

    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos

    Leia na íntegra
    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios
    10 de junho de 2020

    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios

    Leia na íntegra
    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno
    26 de junho de 2020

    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno

    Leia na íntegra
    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas
    16 de março de 2020

    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

    Leia na íntegra