Siga-nos nas redes sociais
Acesse a nossa loja
Acesse a nossa loja
Página Inicial Alimentação Propriedades da Cúrcuma

Propriedades da Cúrcuma

Com ação medicinal, a especiaria é facilmente encontrada em feiras livres com preços acessíveis e diversos benefícios para a saúde.

24 de janeiro de 2023
Última atualização: 24 de janeiro de 2023
[addthis tool='addthis_inline_share_toolbox_a6r5']
Tempo estimado de leitura: 8 Minutos

A cúrcuma ganhou notoriedade nos últimos tempos por suas propriedades medicinais. Vemos na internet receitas incluindo a especiaria, sendo indicada por seu efeito anti-inflamatório. Até então conhecida como um tempero, especialmente para carnes, ela é uma planta da família Zingiberaceae, a mesma do gengibre.

Pode ser conhecida em alguns lugares como açafrão-da-terra ou açafrão-da-índia, comercializada em pó, a curcumina é a substância que tem mais presença na especiaria e possui diversos benefícios para sua saúde. Você vai conferir no decorrer do nosso conteúdo como pode usá-la melhor.

O que é a cúrcuma?

Com fundo laranja e em desenho mostrando o formato das raízes da cúrcuma com a planta.

Conhecida pelo seu nome científico, a Curcuma Longa, como dito anteriormente, é da família Zingiberaceae, a mesma do gengibre. É uma planta que chegou ao Brasil na década de 1980, sendo cultivada, principalmente, em regiões tropicais e subtropicais.

Geralmente, é encontrada em pó, extraído do seu rizoma, um tipo de caule. É utilizada como tempero para carne vermelha e branca, além de molhos, sopas, entre outros, pois é levemente picante, colorindo os alimentos e deixando-os mais saborosos.

 

Características da cúrcuma

Originária da Índia, a planta da cúrcuma é herbácea e perene, ou seja, suas folhas não caem. Pode atingir de 130 a 150 centímetros de altura, com folhas grandes e longas que, quando amassadas, liberam um odor característico.

O rizoma é um tipo de caule rico no corante curcumina e em óleos essenciais em toda sua estrutura. Apresenta-se na coloração alaranjada e suas flores são amarelas ou brancas, podem ser cultivadas dentro de casa, mas é uma planta que necessita de sol para poder crescer e se desenvolver.

Cúrcuma ou açafrão

Algumas pessoas confundem a cúrcuma com o açafrão verdadeiro, por serem usados como corantes e serem parecidos. Porém, é importante destacar que se obtém o açafrão verdadeiro a partir da flor e não do caule, como a cúrcuma. Além disso, o açafrão pode ser extremamente caro, chegando a custar R$ 70 por cada grama da especiaria.

O que pode confundir é que a cúrcuma é conhecida em algumas regiões como açafrão-da-Índia ou açafrão-da-terra. Porém, é possível destacar as diferenças, pois o açafrão verdadeiro é apresentado em cor mais avermelhada e, como já dito, utiliza-se sua flor.

Já a cúrcuma é parecida com o gengibre na parte externa, ao abrir encontra a cor alaranjada.

 

 

Para que serve a cúrcuma?

Usualmente, ela é utilizada como corante em alimentos, dando certa picância à comida. Mas, estudos recentes em diversas universidades têm avaliado as propriedades medicinais da planta, como sua ação sobre os problemas de inflamação intestinal, antioxidante e antibacteriana.

Além disso, a cúrcuma pode atuar sobre uma proteína superestimulada nas células de glioblastomas, que causam diversos tipos de câncer. Auxilia ainda no controle dos níveis de colesterol, bem como outros benefícios à saúde.

Os benefícios

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) realizou estudos com a planta, conforme matéria divulgada pela “Veja Saúde”. Constatou-se uma diminuição de 45 a 60% dos tumores de animais que receberam a cúrcuma, segundo o professor de bioquímica José Cláudio Moreira, entrevistado pela reportagem.

É utilizada na ayurveda, medicina desenvolvida na Índia, há cerca de seis mil anos, que acredita no equilíbrio entre o corpo, mente e alma. Atua nos efeitos neuroprotetores, no tratamento do mal de Parkinson e Alzheimer e retarda o processo de envelhecimento.

Pode ser usada para aliviar as dores de cabeça e nas articulações, como da artrite reumatoide  e controla o diabetes, pois melhora as funções das células do pâncreas.

Como usar?

Há várias formas de usar a cúrcuma, além dos temperos. Você pode ferver o rizoma, fazer uma infusão, utilizá-la em pó, em shot ou sucos de frutas. A cúrcuma ainda está presente como ingrediente em itens de perfumaria e dermocosméticos como cremes, ajudando no tratamento de problemas de pele.

Para chá, siga a receita abaixo:

– 1 colher de chá de cúrcuma em pó;

– 150ml de água fervente.

Modo de preparo: Coloque a quantidade da cúrcuma na água quente e deixe repousar por cerca de 10 minutos até amornar, beba em seguida, sendo recomendado, no máximo, 3 xícaras por dia.

Já no shot ou sucos, coloque no processador ou liquidificador cerca de 1 colher de cúrcuma e bata junto com a fruta de sua preferência. Em cápsulas, é preciso antes de tudo saber a sua necessidade, pois elas são compostas por outros ingredientes que podem causar alergia. Na Drogaria Nova Esperança você encontra os componentes e, caso tenha, a bula dos produtos, onde poderá identificar os ingredientes.

 

Advertências de uso

Especialistas recomendam a ingestão de 5g a 10g de cúrcuma ao dia, alguns sintomas podem aparecer por causa excesso de consumo da planta. É preciso observar que antes de utilizar qualquer produto de forma medicinal, mesmo que natural, você deve descartar quaisquer problemas de saúde que possam vir a afetar seu organismo.

Por exemplo, a cúrcuma não é indicada para pessoas que fazem uso de medicamentos que alteram o processo de coagulação. Em pacientes com úlceras gástricas ou distúrbios hemorrágicos, ela pode potencializar esses efeitos, agravando o caso. Além disso, ela também pode induzir ao aborto, por isso não é recomendada para gestantes, mulheres que estejam amamentando ou crianças.

Por possuir atividade anticoagulante, ela pode causar hemorragias quando utilizada em conjunto com outros medicamentos indicados para a mesma ação. Por isso, é importante sempre realizar consultas e exames de rotina para se certificar de que a cúrcuma pode ajudar você e não complicar ainda mais o seu problema de saúde. Esteja em contato constante com o seu médico, tire todas as dúvidas que você tenha para poder consumir essa especiaria sem neuras.

 

Onde comprar?

Você pode encontrar o rizoma da cúrcuma em feiras livres ou mercados grandes que oferecem uma maior variedade de frutas, legumes e verduras. Já em sua apresentação em pó, também é encontrada nas feiras livres e em lojas de produtos naturais, onde você consegue comprar a quantidade que quiser.

Já em formato de cápsulas, a Drogaria Nova Esperança possui suplementos alimentares em vários formatos e para todos os públicos adultos.

Produtos naturais têm caído no gosto ou paladar de boa parte da população, que busca cada vez mais levar um estilo de vida saudável. A facilidade do ingrediente aliado à correria do dia a dia proporciona fama para ele, ajudando as pessoas que consomem o tempero a manter uma vida mais alegre e com menos doenças.

O que achou do nosso conteúdo? Você já consome a cúrcuma ou vai passar a consumir? Conte-nos.

Tags:

Receba as melhores notícias pela nossa newsletter!



    Informações do autor

    Tatiane Pina

    Posts recentes

    04 de dezembro de 2023

    Drogaria Nova Esperança inaugura loja conceito no Itaim Bibi

    Leia na íntegra
    27 de setembro de 2023

    Dicas para estabelecer uma rotina saudável para as crianças

    Leia na íntegra
    30 de agosto de 2023

    Como identificar e lidar com atrasos no desenvolvimento infantil

    Leia na íntegra
    23 de agosto de 2023

    Tratamento do câncer, avanços promissores no combate à doença

    Leia na íntegra
    18 de agosto de 2023

    Cuidados com a pele durante as diferentes estações do ano

    Leia na íntegra

    Mais acessados

    02 de junho de 2020

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde

    Leia na íntegra
    13 de julho de 2020

    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos

    Leia na íntegra
    10 de junho de 2020

    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios

    Leia na íntegra
    26 de junho de 2020

    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno

    Leia na íntegra
    16 de março de 2020

    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

    Leia na íntegra