Siga-nos nas redes sociais
Acesse a nossa loja
Drogaria Nova Esperança
Acesse a nossa loja
Página Inicial Saúde Você sabe o que é Cotovelo de Tenista?

Você sabe o que é Cotovelo de Tenista?

Entenda como se prevenir com segurança e saúde de um dos maiores causadores de problemas em praticantes de tênis e “invejosos”, como é conhecida.

16 de março de 2020
Última atualização: 23 de novembro de 2020
Você sabe o que é Cotovelo de Tenista?
Tempo estimado de leitura: 7 Minutos

Dor de cotovelo: provavelmente, você já deve ter ouvido alguém dizer esta expressão. Mas por trás deste jargão tão famoso está a denominação de uma doença muito conhecida, principalmente no mundo dos praticantes de tênis: o cotovelo de tenista.

Também chamada de epicondilite lateral, esta síndrome costuma comprometer a saúde dos músculos braçais daqueles que amam estar em movimento, o que não deixa de fora pessoas que digitam, escrevem e desenham com uma maior frequência.

Diante deste mal-estar que pode ser tratado com o uso de remédios, fisioterapia e até cirurgias, nós, da Drogaria Nova Esperança, esclareceremos algumas medidas importantes para evitar o seu agravamento e afastar a probabilidade de notícias inesperadas. Entenda!

O que é o Cotovelo de Tenista?

Umas das doenças presentes no Reumatismo, o cotovelo de tenista é um desconforto manifestado devido ao uso excessivo do cotovelo, causando uma lesão tendinopática ao envolver os músculos extensores do antebraço. O seu maior alvo são os jogadores de tênis e de esportes que exigem o uso de raquetes.

Além deste público, profissionais como carpinteiros, pintores e manicures, pelo fato de movimentarem este tipo de membro com muita frequência, também podem sofrer com esta manifestação da síndrome. Ela atinge a lateral do cotovelo, mais especificamente entre a extensão do punho e da mão, gerando dor e inchaço.

Grupo de risco

Como ressaltado no tópico anterior, o cotovelo de tenista é um mal característico dos jogadores de tênis. No entanto, de acordo com pesquisas, este costuma atingir pessoas entre 35 e 50 anos, de ambos os sexos, não havendo um critério específico a não ser a movimentação excessiva da região.

Sintomas

Tenista, usando munhequeira branca, segurando uma bola detamanho pequeno, na cor verde, além de uma raquete na outra mão. A imagem tem destaque apenas em seu braço, não revelando muito de sua fisionomia ou porte físico.

Na maioria dos casos, a vítima sente uma intensa dor sobre o cotovelo, que se expande para cima do antebraço e para baixo no lado exterior. Em alguns casos, pode chegar até o terceiro ou quarto dedo, desenvolvendo os seguintes desconfortos:

  • – Dor ao estender a mão;
  • – Inchaço;
  • – Desconforto ao levantar objetos pesados;
  • – Queimação na lateral do cotovelo;
  • – Dificuldades para segurar objetos.

Com isso, é importante que o paciente esteja bastante atento aos sinais do corpo, uma vez que, quanto mais cedo procurar ajuda médica, mais rápido e reversível será o tratamento.

Como usar corretamente os aparelhos de pressão?

As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

Vitamina C: benefícios, alimentos e até dermocosméticos

Diagnóstico

Para identificar cada tipo de lesão, os médicos costumam utilizar testes e exames desenvolvidos especialmente para tratar a anomalia. Dessa forma, o especialista avaliará cada quadro para só assim solicitar procedimentos, como raio-X, ressonância magnética (MRI) e eletromiografia (EMG).

Vale ressaltar que alguns métodos de diagnósticos podem variar de um paciente para o outro, já que a intensidade da dor pode ser mais agressiva para alguns do que para os demais.

Estágio da doença

Dependendo do estado de saúde de cada pessoa, um médico habilitado poderá determinar o real estágio de cada machucado depois de algumas avaliações. Com isso, pode-se considerar as seguintes fases:

  1. – Neste estágio, o músculo se encontra inflamado, mas com altas chances de cura e sem danos ao membro.
  2. – Já na segunda etapa, o especialista identifica uma espécie de degeneração dos ligamentos;
  3. – Aqui, a fase em que se verifica um rompimento na movimentação do antebraço;
  4. – Por fim, no quadro mais avançado de todos, além da ruptura, é diagnosticado a manifestação de fibrose e calcificação.
Fundo branco. Mãos de um médico, aparentemente sendo de um homem, analisando e ajudando um paciente, homem também, a tratar uma possível dor na região do cotovelo.

Lembrando: Apenas um médico habilitado poderá determinar o real estágio de cada machucado depois de algumas avaliações.

Tratamento para Cotovelo de Tenista

Na maioria dos casos, é recomendado repousar para que o músculo descanse e volte ao seu estado normal. Além disso, é bem provável que o profissional passe a fazer fisioterapia, visando o fortalecimento do antebraço aliado do uso de tensores de uso diário.

Para aliviar a dor, normalmente é receitado a administração de medicamentos não esteroidais para o controle da inflamação e prevenção de possíveis desconfortos.

Como funciona a fisioterapia nesse caso?

A fisioterapia busca devolver a função do membro por meio de procedimentos dedicados em promover a regeneração dos músculos e tendões, como no melhoramento da biologia dos arredores do tecido, seguido do próprio cotovelo.

Em situações como estas, os especialistas também aconselham o alongamento diário do corpo, como nos exercícios propostos em muitas academias especializadas.

Como o punho e o antebraço são os mais prejudicados, se faz necessário o alongamento e reabilitação destes, através de pequenos e valiosos movimentos que, consequentemente, colaboram para a recuperação do paciente em diversos sentidos.

Assim, é importante realizá-los apenas com o acompanhamento médico, de preferência de um Fisioterapeuta, dado que o profissional determinará a terapia que mais se adequa à necessidade de cada pessoa.

Cotovelo de Tenista tem cura?

Como ressaltado anteriormente, quanto mais cedo procurar ajuda, melhor será para a reversão do mal-estar, já que, dependendo do estágio da doença, os sintomas podem durar até 1 ano, além de exigir a realização de cirurgias.

Agora, respondendo à pergunta inicial: sim, o cotovelo de tenista tem cura, desde que seja tomada as medidas preventivas certas e seguras.

Por fim, com todas estas informações, agora você poderá apreciar o melhor dos esportes, inclusive o tênis, de maneira segura, e claro, com saúde!

Tags:

Tags:
Receba as melhores notícias pela nossa newsletter!



    Informações do autor

    Giovanne

    Posts recentes

    Entenda tudo sobre Rugas gravitacionais
    01 de março de 2021

    Entenda tudo sobre Rugas gravitacionais

    Leia na íntegra
    Andropausa no homem: o que é, sintomas e tratamento
    25 de fevereiro de 2021

    Andropausa no homem: o que é, sintomas e tratamento

    Leia na íntegra
    Sementes de hortaliças e dicas de como plantar
    25 de fevereiro de 2021

    Sementes de hortaliça e dicas de como plantar

    Leia na íntegra
    Hortaliças: o que são, tipos e benefícios à saúde
    24 de fevereiro de 2021

    Hortaliças: o que são, tipos e benefícios à saúde

    Leia na íntegra
    Mais saúde: lista das 7 principais hortaliças
    24 de fevereiro de 2021

    Mais saúde: lista das 7 principais hortaliças

    Leia na íntegra

    Mais acessados

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde
    02 de junho de 2020

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde

    Leia na íntegra
    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos
    13 de julho de 2020

    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos

    Leia na íntegra
    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios
    10 de junho de 2020

    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios

    Leia na íntegra
    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno
    26 de junho de 2020

    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno

    Leia na íntegra
    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas
    16 de março de 2020

    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

    Leia na íntegra