Siga-nos nas redes socias
Acesse a nossa loja
Drogaria Nova Esperança
Acesse a nossa loja
Página Inicial Pais e Filhos Pílulas Anticoncepcionais: mitos e verdades
Pílulas Anticoncepcionais: mitos e verdades
09 de dezembro de 2020

Pílulas Anticoncepcionais: mitos e verdades

A pílula anticoncepcional foi desenvolvida para ajudar as mulheres a planejarem ou adiarem uma gravidez. Este tipo de contraceptivo é feito de hormônios produzidos em laboratórios, com o objetivo de equilibrar a atividade do organismo, ou melhor, o trabalho do sistema reprodutivo.

Para tomá-lo, é importante ter alguns cuidados, em vista de sua atividade agir sobre a ovulação. Por isso, em razão de tantas outras dúvidas de muitas mulheres, destacamos alguns  cuidados necessários para uma proteção completa e saudável. Vamos lá?

Afinal, qual a indicação de um anticoncepcional?

O anticoncepcional é indicado às pacientes que desejam programar ou evitar uma gestação de forma segura e saudável.

Como funciona?

De modo geral, o contraceptivo tem o papel de evitar a ovulação, ao deixar o muco cervical mais espesso, o que dificulta a passagem do espermatozoide ao almejar a fecundação, que é a formação do feto.

Quanto a ação, normalmente a maioria das pílulas são produzidas com o uso de estrogênio e progestogênio, sendo que ambas as substâncias também são desenvolvidas pelo ovário. Para a sua eficácia, deve-se ingeri-los sempre no mesmo horário.

Quando não devo usar?

Neste caso, as contraindicações visam pacientes com histórico de trombose, câncer de mama e ovário familiar, bem como aquelas que manifestam quadros de diabetes ou tenham suspeita de gravidez. Por isso, essas manifestações e outros problemas devem ser relatados ao médico antes da prescrição da medicação.

O que devo saber antes de usar um anticoncepcional?

Mulher com um dedo ao lado da boca e a outra segurando uma cartela de comprimidos aparentando dúvida.

Antes de usar o anticoncepcional, é importante que tenha orientação de um profissional da saúde, pois ao avaliar as principais  condições de saúde da paciente, o especialista determinará o medicamento que mais se aproxima das condições da mulher.

Ainda, é possível que ele solicite algum tipo de exame, mas vale ressaltar que isso varia conforme o estado de saúde.

Como armazenar as pílulas?

As unidades medicamentosas devem ser guardadas na sua embalagem original, ou seja, na cartela do medicamento, para que não venha perder o seu efeito.

Portanto, não guarde em bolsas, locais úmidos como banheiro, nem perto de aparelhos eletrônicos ou dentro de porta comprimidos, sendo que o último pode causar a evaporação do hormônio.

Posologia de um anticoncepcional

Pessoa segurando um anticoncepcional em uma mão e um copo de vidro com água na outra.

Existe mais de um tipo de anticoncepcional, como os de 21 e 28 unidades, além dos injetáveis, anéis, etc. Isso significa que a posologia, que é a quantidade a ser ingerida ou injetada, por exemplo, muda de um produto para os demais. Em razão disso, é muito importante se atentar às orientações do seu ginecologista para evitar imprevistos.

O que fazer quando esquecer de tomar a pílula?

Caso se esqueça de tomar a pílula, é necessário fazer a seguintes considerações quanto ao tempo:

Se esquecer por um dia: é preciso tomar a dose esquecida imediatamente, mantendo a tomada da pílula regular no horário de costume.

Agora se você se esqueceu de tomar duas ou mais pílulas, é extremamente importante usar uma barreira ou evitar a prática de relações sexuais por pelo menos sete dias.

Os possíveis efeitos colaterais

Mulher deitada com a mão em sua cabeça aparentando dor.

Como todo medicamento, a pílula anticoncepcional, mesmo que seja consumida corretamente, tende a provocar efeitos colaterais. Só que cabe lembrar que não são válidos para todas as pessoas, sendo que as reações mais comuns são as sensações de náuseas e dores de cabeça, por exemplo.

O que são Verrugas? Causas, tipos e tratamento

Saiba como prevenir a hepatite viral, uma doença mundial que precisa da sua atenção

As melhores pomadas de assadura para o seu bebê

Cuidados contra a super dosagem

De fato, tudo em excesso faz mal, e com o uso de anticoncepcional não é muito diferente. Evitar a super dosagem é uma forma de proteger a saúde contra males e imprevistos imensuráveis. Diante disso, em caso de esquecimento ou qualquer outro acontecimento, não administre a medicação por conta própria, procure ajuda médica.

Dúvidas sobre anticoncepcional

Pensando nas dúvidas e curiosidades bastante discutidas no universo feminino quanto ao uso do anticoncepcional, a seguir abordaremos alguns assuntos que poderão ajudá-la a administrar o contraceptivo corretamente e evitar situações que possam prejudicar a saúde íntima. 

Qual o melhor anticoncepcional?

Não existe pior nem melhor. Existe o contraceptivo que mais se aproxima das necessidades do organismo de cada mulher. Diante disso, para obter a proteção necessária, deve-se recorrer a um ginecologista, para que o profissional oriente quanto as medidas de prevenção que, inclusive, são várias, como o DIU, anéis vaginais, preservativos e adesivos transdérmicos.

Quem toma anticoncepcional ovula?

Quem toma anticoncepcional todos os dias, sempre no mesmo horário, não entra em um período chamado de fértil. Por isso, a mulher não ovula.

Do contrário, a ovulação continua acontecendo de 12 a 16 dias antes da próxima menstruação.

Quais os tipos de anticoncepcional existem?

Imagem meramente ilustrativa sobre os diferentes tipos de anticoncepcionais.

DIU (Dispositivo Intrauterino): um pequeno dispositivo em formato de T, colocado dentro do útero, com a função de liberar hormônios contra a gravidez;

Anel vaginal: método hormonal em forma de anel de plástico, desenvolvido para inserção vaginal;

Adesivo anticoncepcional: adesivo que se adere à pele, liberando doses de hormônios;

–  Injeção: contraceptivo injetável baseado em hormônios que são injetados nos músculos, com validade de 1 a 3 meses.

Preservativo masculino: camisinha masculina, que é feita de látex ou poliuretano, é colocada sobre o pênis ereto antes da relação sexual.

Preservativo feminino: revestimento de borracha ou látex que cobre a vagina antes do sexo.

Quanto tempo o anticoncepcional injetável faz efeito no organismo?

Como ressaltado anteriormente, a duração do anticoncepcional injetável no organismo varia conforme o produto escolhido, sendo que os tradicionais duram de 1 a 3 meses.

O que corta o efeito do anticoncepcional?

Esse assunto também depende do contraceptivo utilizado. No caso das pílulas, por exemplo, é provável que o uso de antibióticos e anticonvulsivantes reduzam o seu efeito. Com isso, é essencial utilizar camisinha até 7 dias após a última tomada do remédio usado no tratamento.

Quanto tempo o anticoncepcional faz efeito?

Como há inúmeras medidas de prevenção, tendo a pílula anticoncepcional como uma das mais usadas, no geral, o contraceptivo oral começa a fazer efeito a partir do começo da segunda cartela do medicamento.

Qual a chance de engravidar tomando anticoncepcional?

Segundo o Ministério da Saúde, não existe um método 100% eficaz, pois a probabilidade de falha acontece conforme a frequência de administração, isto é, o esquecimento e outras irregularidades envolvendo as tomadas da pílula aumentam a chance de engravidar.

Nomes de anticoncepcionais

Pessoa segurando cartelas com comprimidos anticoncepcionais verdes, brancos e amarelos.

Acertanlo

Acetato de Ciproterona /Etinilestradiol

Adoless

Aldijet

Alexa

Algestona Acetofenida/Enantato de Estradiol

Allestra

Allurene

Anfertil

Araceli

Artemidis

Belara

Belarina

Cerazette

Ciclo 21

Ciclofemme

Cicloprimogyna

Ciclovular

Concepnor

Contracep

Cyclofemina

Dalyne

Dalyne

Demedrox

Depo Provera

Depomês

Depomes

Desodiol

Desogestrel /Etinilestradiol

Desogestrel

Diad

Diane 35

Diclin

Diminut

Diu de Cobre  e Prata

Diva 20

Diva

Dopo

Dunia 35

Elamax

Elani 28

Elani

Elô

Elani Ciclo

Enantato de Noretisterona /Valerato de Estradiol

Evanor

Evra

Femiane

Femina

Ferane 35

Fertnon

Fucsia Fem

Gestinol

Gestodeno/Etinilestradiol

Gestradiol

Gestrelan

Ginesse

Gracial

Gynera

Harmonet

Hora H

Implanon

Ingrid

Iumi

Iziz

Juliet

Kyleena

Level

Levonorgestrel

Levordiol

Liberfem

Lidy

Lizzy

Lovelle

Lyllas

Malú

Mercilon

Mesigyna

Microdiol

Micronor

Micropil

Microvlar

Minesse Cart

Minian

Mínima

Minulet

Miranova

Mirelle

Molièri

Mylus

Nactali

Neodia

Niki

Nociclin

Nordette

Norestin

Novial

Nuvaring

Perlutan

Pilem

Postinor

Pozato Uni

Previane

Previdez-2

Prevyasm

Primera

Primosiston

Qlaira

Repopil 35

Rubia

Seasonique

Selene

Siblima

Stezza

Tâmisa 20

Tâmisa

Tantin

Tess

Tilogran

Triquilar

Uno Ciclo

Yang

Yasmin

Yaz

Yaz Flex

Outros tipos de contraceptivos

Para propor mais segurança à mulher, na atualidade é possível encontrar várias possibilidades de prevenção, como o DIU (Dispositivo Intrauterino), que é um produto de uso intrauterino, além dos anéis vaginais como o Nuvaring, por exemplo, que é inserido na vagina, com o papel de liberar hormônios.

Outra opção são os injetáveis. Com duração de 1 a 3 meses, tal método de prevenção é aplicado na mulher com o auxílio de um profissional da saúde.

Já os adesivos transdérmicos, como o Evra, são desenvolvidos para serem colados na pele.

Conclusão

Até aqui ressaltamos que é de suma importância tomar e/ou usar o contraceptivo sempre conforme as orientações médicas para evitar notícias inesperadas. Portanto, caso pretenda prevenir ou adiar a maternidade, converse já com o seu médico, pois a automedicação é extremamente nociva à saúde.

Posts recentes

Entenda como surgiu a profissão de farmacêutico
14 de janeiro de 2021
Entenda como surgiu a profissão de farmacêutico
Leia na íntegra
Saiba o que é o check up e a importância de realizá-lo
13 de janeiro de 2021
Saiba o que é o check up e a importância de realizá-lo
Leia na íntegra
Protetor Solar: saiba qual é o melhor!
11 de janeiro de 2021
Protetor Solar: saiba qual é o melhor!
Leia na íntegra
Whey Protein: quando é viável para saúde?
08 de janeiro de 2021
Whey Protein: quando é viável para saúde?
Leia na íntegra
Saiba o que é sedentarismo e como prevenir esse mal
08 de janeiro de 2021
Saiba o que é sedentarismo e como prevenir esse mal
Leia na íntegra
Receba as melhores notíias pela nossa newsletter!