Dengue: Saiba tudo sobre a doença

Fundo preto com um mosquito branco sob um símbolo de bloqueio vermelho.
Você já deve ter ouvido falar em Dengue, certo? Logo abaixo, você confere as principais informações sobrea doença.

O que é a Dengue

A dengue é uma doença febril conhecida por ser um dos principais problemas de saúde do mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Transmitida pelo mosquito Aedes aegypti através de picadas, a dengue pode ser confundida com uma gripe e por ser mais grave, ela pode levar à óbito. Nos últimos anos, a atenção dos meios públicos redobrou contra o surgimento do vírus devido ao aumento excessivo de casos no Brasil. E especificamente no início deste ano, os números indicaram mais de 300 mil ocorrências antes do surto do novo coronavírus, em janeiro deste ano.

Sintomas

Quando se encontra em sua fase inicial, normalmente, os sintomas se assemelham às fraquezas sofridas em pacientes com gripe. Febre alta, dor de cabeça, coceira na pele, dor atrás dos olhos e náuseas são alguns dos principais indícios da presença da doença no corpo. Existem casos de pacientes que sofreram com o tipo da doença assintomática. Ou seja, não sofreram com sintomas, mas da mesma forma, contraíram o vírus do mosquito.

Causa

Mosquito da dengue Aedes aegypti preto sobre a pele de uma pessoa.

O principal responsável pela contaminação da dengue é o mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus. Preto com listras brancas nas pernas, cabeça e tronco, o inseto urbano coloca seus ovos em recipientes que armazenam expostamente água da chuva, como pneus, calhas, caixas d’água descobertas e qualquer outro objeto que contenha água parada. Produzindo um ruído inaudível e com uma picada quase indolor, eles, o macho e a fêmea, abrigam-se em casas e terrenos, podendo ser letais ao hospedeiro.

Tratamento

Desde sua descoberta até os dias atuais, não existem tratamentos específicos contra a dengue, mas existem tratamentos sintomáticos, ou seja, o paciente faz uso de medicamentos capazes de combater os sintomas da doença. Mesmo sem um recurso terapêutico ideal, os médicos recomendam que, os pacientes contaminados devem fazer repouso e consumir muita água para evitar a desidratação causada pelo vírus.

Grupo de Risco

Qualquer pessoa pode contrair a doença em algum momento, só basta a picada, porém existe um grupo de risco designado que possui maiores chances de sofrer com o mosquito. Esse grupo consiste em pacientes que estão com a saúde frágil e que normalmente precisam de atenção especial, tais como gestantes, idosos, dependentes químicos e pessoas que sofrem com algum tipo de doença crônica.

CID da Dengue

Usado por médicos e outros profissionais da saúde, a Classificação Estatística Internacional de Doenças, mais conhecida como CID, é uma ferramenta usada para definir um padrão universal para cada doença, assim sendo fácil de monitorar a incidência de cada problema específico. No caso da dengue, seu número de CID é A90, indicado quando o paciente sofre com a forma “clássica” da doença. Já em seu estado grave, quando há febre hemorrágica derivada do vírus, o número de CID é A91.

Bem vindo Outono: Quando começa, características e dicas

Ácido Hialurônico: o que é, tipos e benefícios

Quais os tipos de pele existem? Blog da DNE

Tipos de Dengue

Conhecida como a “dengue clássica”, a doença em sua forma leve e a mais comum dentre os pacientes que possui os mesmos sintomas de gripe, podendo durar de cinco a sete dias. Um outro tipo existente é a dengue hemorrágica e o último tipo definido da enfermidade é a síndrome de choque da dengue, sendo o mais complicado estado conhecido, normalmente causando queda excessiva da pressão, inquietação e perda de consciência.

Quanto tempo dura?

Segundo estudos, na maioria dos casos, a dengue é curada após 10 dias de repouso e cuidado do corpo. Porém não existe um número específico para cada paciente. Recomenda-se que, ao consultar um médico especializado, ele passará uma data estimada de melhora dos sintomas e a cura da enfermidade.

O que é a Dengue Hemorrágica?

A dengue hemorrágica é um estado do vírus indicado quando o paciente sofre com alterações na coagulação sanguínea, fazendo com que sinta sintomas mais complicados como queda na pressão arterial e sangramentos de pequenos vasos da pele e, quando mal cuidada, podendo levar à morte.

Dengue durante a gravidez

Sabe-se que, as mulheres grávidas têm chances maiores de contraírem o vírus por conta de estarem no grupo de risco da doença, podendo sofrer com situações que levam ao aborto ou parto prematuro do feto. Durante a gestação, o vírus não é transmitido para o bebê, porém a mãe por estar com a saúde mais frágil, pode sofrer com os tipos mais graves da enfermidade.

Sintomas em crianças

Criança dormindo ao lado de um coelho de pelúcia, e sendo picada por um mosquito com um bloqueio vermelho.

Além dos sintomas comuns já conhecidos, por serem vulneráveis, as crianças pequenas podem sofrer com convulsões febris e com a interação do vírus com outras doenças que já existem no organismo do hospedeiro, assim podendo gerar mais problemas e complicação associadas à dengue.

Sintomas em bebês

Os principais sintomas que afligem os bebês são a febre e a falta de apetite. Entretanto, há casos de crianças que sofreram com o vírus sem demonstrar nenhum sintoma. Assim, detectando a dengue apenas através de um exame de sangue que identifica a doença. Sem sofrer com problemas respiratórios, os bebês costumam ter os mesmos sintomas da gripe, sendo apontado através do choro incessante e irritabilidade.

Como se prevenir

Além da vacina, a principal forma de evitar o surgimento dos mosquitos transmissores é através do cuidado. Pois evitar o acúmulo de água parada da chuva exposta em sua casa, através da higiene adequada e o cuidado ideal dos objetos.

Existe vacina contra a Dengue?

A vacina é a principal forma existente de prevenção do vírus. Por isso, ela protege o paciente contra os quatro tipos de dengue através de sua fórmula feita com o vírus vacinal da febre amarela.

Repelente contra a Dengue

O uso de repelentes tem a sua importância contra a picada do mosquito, por isso devem ser usados adequadamente. Em intervalos curtos e passando por completo em partes expostas do corpo, o produto auxilia na proteção da pele e mantém protegido contra a Dengue. Por isso, em nosso site você encontra um catálogo cheio de repelentes responsáveis por esse cuidado e com um preço acessível. Acesse!

Este conteúdo foi formulado e desenvolvido, sob supervisão técnica da farmacêutica responsável: Dra. Daniela S. Dávida - CRF/SP 47.916. Não devendo as informações obtidas aqui, serem utilizadas como substitutas ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Tags:
, ,