Siga-nos nas redes sociais
Acesse a nossa loja
Drogaria Nova Esperança
Acesse a nossa loja
Página Inicial Saúde Sinvastatina: Para que serve, o que é e como tomar

Sinvastatina: Para que serve, o que é e como tomar

Aprenda quais são as propriedades deste medicamento e como ele pode ajudar no tratamento e na prevenção de doenças cardiovasculares.   Sinvastatina para que serve Sinvastatina é um […]

03 de junho de 2024
Última atualização: 3 de junho de 2024
[addthis tool='addthis_inline_share_toolbox_a6r5']
Sinvastatina: Para que serve, o que é e como tomar
Tempo estimado de leitura: 14 Minutos

Aprenda quais são as propriedades deste medicamento e como ele pode ajudar no tratamento e na prevenção de doenças cardiovasculares.

 

Sinvastatina para que serve

Sinvastatina é um medicamento genérico indicado para tratar e reduzir o risco de doenças cardiovasculares, bem como para tratar os níveis de colesterol no sangue. Desse modo, a sinvastatina pode prolongar a vida de um paciente à medida que:

 

  • Minimiza o risco de doença arterial coronariana (DAC);
  • Reduz a necessidade de internação por angina (dor no peito) e
  • Diminui eventos vasculares maiores, como infarto do miocárdio, AVC (uma das principais causas de morte e internação em todo o mundo, segundo o levantamento apontado pelo Ministério da Saúde) ou procedimentos de revascularização.

 

Além disso, a sinvastatina é capaz de: reduzir complicações periféricas macrovasculares em pacientes diabéticos; ajudar a retardar a progressão da aterosclerose coronariana em pacientes hipercolesterolêmicos; e aumentar os níveis de HDL-colesterol (o colesterol bom).

 

O que é DAC?

Doença Arterial Coronariana (DAC) é uma condição clínica que afeta as artérias coronárias (responsáveis por fornecer sangue, oxigênio e nutrientes ao miocárdio, o músculo cardíaco), prejudicando a irrigação do coração.

 

A DAC ocorre como uma consequência do processo de obstrução (gradual ou súbita) das artérias coronárias por coágulos ou placas de gordura. Esse processo é denominado de aterosclerose, e tem como fatores de risco:

 

  • Alimentação desequilibrada;
  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Hipertensão arterial (pressão alta);
  • Colesterol elevado;
  • Diabetes mellitus;
  • Sedentarismo;
  • Estresse;
  • Formação de coágulos sanguíneos.

 

A aterosclerose pode causar dor no peito (angina) e ataque cardíaco. A sinvastatina também retarda a progressão da aterosclerose e reduz o desenvolvimento de mais aterosclerose.

 

Como a Sinvastatina age no organismo?

A sinvastatina age de diversas maneiras no organismo visando o controle dos níveis de colesterol. Para tal, ela atua sobre a capacidade do fígado em produzir e eliminar o  colesterol da corrente sanguínea.

 

Sendo uma substância pertencente à classe dos medicamentos inibidores da hidroximetilglutaril-coenzima A (HMG-CoA) redutase, a sinvastatina reduz a síntese de colesterol, reduzindo os níveis de LDL (Colesterol mau) e triglicérides (substâncias gordurosas), à medida que eleva os níveis de HDL (Colesterol bom) no sangue.

Altos níveis de gordura no sangue podem resultar de vários fatores de risco, como a alimentação, algumas doenças ou distúrbios genéticos e a falta de exercícios físicos. Por isso, consulte um médico antes de utilizar a sinvastatina para que ele possa determinar a melhor forma de tratamento.

 

Composição

Em suma, os medicamentos com sinvastatina levam diferentes miligramagem da substância, que age como seu principal elemento ativo. Ademais, cada comprimido de Sinvastatina recebe excipientes em quantidade suficiente para constituir 1 comprimido.

Em quanto tempo a sinvastatina reduz o colesterol?

Segundo as informações de diversos produtos, os níveis de colesterol começam a baixar logo após o início do tratamento, porém, o efeito pleno geralmente pode ser percebido após 2 semanas.

 

Por esse motivo, é bastante comum que os pacientes realizem um novo exame de sangue para avaliar os resultados do medicamento.

 

A sinvastatina elimina gordura pela urina?

Não existem evidências de que a sinvastatina tenha ação direta sobre a perda de peso ou eliminação de gordura por meio da urina. No entanto, sabemos que o emagrecimento é um dos efeitos colaterais de mudanças de dieta e estilo de vida em conjunto com o tratamento.

Ao tomar essa substância, aliando-a a uma dieta equilibrada, você estará controlando a quantidade de colesterol que ingere e a quantidade que o seu organismo produz.

 

Posologia

As doses de sinvastatina podem variar de acordo com o quadro de urgência de cada paciente e o seu tipo de terapia. Para adultos, por exemplo, os tratamentos podem incluir a prevenção de doenças cardiovasculares ou o tratamento de colesterol total alto.

 

De maneira geral, a dose inicial prescrita costuma ser de 20 a 40mg por dia, geralmente associado a uma dieta e prática de exercícios físicos, e podendo ser ajustada para doses menores conforme as necessidades dos pacientes, como em caso de tratamento com outros medicamentos ou certos tipos de doença renal.

 

Continue tomando sinvastatina pelo período determinado pelo seu médico. Se você parar de tomar o medicamento, seus níveis de colesterol podem aumentar novamente. 

 

Sempre siga as orientações de consumo de seu médico e não deixe de consultá-lo em caso de dúvidas ou precauções.

 

Sinvastatina como tomar?

Cada dose de sinvastatina deve ser administrada por via oral. Para tal, a recomendação geral para o consumo desses fármacos é de que os pacientes tomem em dose única, com água ou outra bebida. Podendo engolir as doses com ou sem alimentos.

Qual o melhor horário para tomar sinvastatina

Instrui-se que a administração das doses de sinvastatina ocorra preferencialmente à noite antes de se deitar para dormir, mantendo um horário regular entre cada administração.  Sugere-se tomar após a última refeição.

 

O consumo de sinvastatina a noite permite uma concentração mais elevada do medicamento durante o período de maior síntese de colesterol endógeno, que acontece entre 0h e 5h ou 6h da manhã. Desse modo, caso sejam indicadas duas doses ao dia, uma delas deverá ser administrada de manhã, enquanto a outra deverá ser à noite.

 

Quem toma Sinvastatina pode tomar cerveja?

O consumo de bebidas alcoólicas em conjunto com medicamentos pode ser danoso ao organismo. Isso porque parte do medicamento tem seus efeitos aumentados pelo álcool. 

 

No caso das estatinas (a classe de medicamentos a qual a sinvastatina faz parte), o uso de bebidas alcoólicas pode causar hepatite medicamentosa e quadros graves de mialgia (dor muscular) e rabdomiólise (destruição dos músculos) por aumento do efeito da sinvastatina. 

 

Isso se dá porque todas as medicações para colesterol são metabolizadas no fígado.

 

Efeitos colaterais da sinvastatina

Bem como acontece com todo e qualquer medicamento, o uso de Sinvastatina pode desencadear efeitos colaterais, não sendo de manifestação comum e frequente em todos os pacientes tratados com ele. Alguns dos efeitos mais comuns podem incluir:

 

  • Dor de cabeça;
  • Prisão de ventre;
  • Náusea;
  • Dor de estômago;
  • Sintomas de resfriado (nariz entupido); 
  • Espirros; 
  • Dor de garganta.

 

Além disso, destacam-se os seguintes sintomas referentes ao funcionamento do fígado:

 

  • Urina escura;
  • Sentir-se cansado ou fraco;
  • Perda de apetite;
  • Dor no abdome superior;
  • Amarelamento da pele ou da parte branca dos olhos. 

 

Caso note a manifestação de algum dos sintomas acima, entre em contato com o seu médico imediatamente.

 

Sinvastatina dá sono?

O sono não está previsto como um efeito esperado da sinvastatina. Porém, o seu uso pode causar sonolência como um dos possíveis efeitos colaterais decorrentes de distúrbios do sono, que incluem pesadelos.

 

Quem não deve tomar Sinvastatina?

Sinvastatina é um fármaco contraindicado para uma parcela da população devido ao seu potencial risco a saúde do paciente. Por isso, informe ao seu médico caso você atenda a algum dos critérios a seguir:

 

  • Tenha alergia a qualquer um de seus componentes (vide a composição do medicamento);
  • Tiver doença hepática (no fígado) ativa;
  • Estiver grávida ou amamentando.

 

Em caso de dúvidas, fale com o seu médico para avaliar se você faz parte de algum dos grupos de risco listados acima.

 

Sinvastatina faz mal para o coração?

Não existem registros de complicações ou problemas cardíacos associados ao uso de sinvastatina. Como um medicamento dedicado à redução dos níveis de colesterol, ela tende a minimizar as chances de desenvolvimento de alguns tipos de problemas cardíacos, como os já citados: infarto do miocárdio e doenças coronarianas.

 

A suspensão repentina do uso deste medicamento pode, na verdade, aumentar os riscos ou agravamento de problemas cardíacos presentes no paciente desde antes do tratamento. Caso deseje parar de consumir o medicamento, consulte um médico cardiologista para receber a orientação médica adequada.

 

Sinvastatina faz mal ao fígado?

Na grande maioria dos casos, a sinvastatina não causa nenhum mal ao fígado. Mas, alguns medicamentos relataram raras stiuaçoes de reações adversas, onde os pacientes tiveram inflamação do fígado associada com os seguintes sintomas: 

 

  • Pele e olhos amarelados;
  • Coceira;
  • Urina escura ou fezes de cor clara;
  • Sensação de cansaço e fraqueza;
  • Perda de apetite: insuficiência hepática (muito rara).

 

Por esse motivo, visitas regulares ao seu médico para checar o nível do seu colesterol e efeitos adversos é de extrema importância. Ele pode solicitar exames de rotina para verificar o funcionamento do seu fígado antes e depois do início do tratamento.

 

Qual é a diferença entre sinvastatina e rosuvastatina?

Tanto a rosuvastatina quanto a sinvastatina são medicamentos pertencentes a classe das estatinas, ambos sendo utilizados no tratamento e prevenção de doenças cardiovasculares. Sua principal diferença está na potência de cada substância.

 

A sinvastatina, por exemplo, tem uma potência intermediária, reduzindo em média 26% do colesterol LDL, enquanto a rosuvastatina tem alta potência, que reduz em média 46% do colesterol.

 

Apesar de haver diferença na potência de cada fármaco, ambos são importantes. Portanto, a escolha da estatina deve ser individualizada, sendo baseada no risco cardiovascular, exames e necessidade de cada paciente.

 

Com quais medicamentos a Sinvastatina pode interagir?

Bem como ocorre com outros medicamentos, a sinvastatina também pode interagir com outros fármacos e resultar em complicações de saúde. Desse modo, informe ao seu médico que está tomando sinvastatina sempre que ele lhe prescrever um novo remédio.

 

A sinvastatina também é contraindicada em situações onde haja um tratamento estabelecido com os seguintes medicamentos:

 

  • Inibidores potentes de CYP3A4 (alguns medicamentos antifúngicos), como: itraconazol, cetoconazol, posaconazol ou voriconazol;
  • Inibidores da protease do HIV, como: indinavir, nelfinavir, ritonavir e saquinavir;
  • Danazol;
  • Ciclosporina;
  • Inibidores do vírus da hepatite C (como boceprevir ou telaprevir);
  • Antibióticos (como eritromicina, claritromicina ou telitromicina);
  • Antidepressivo nefazodona;
  • Medicamentos contendo cobicistate; e
  • Genfibrozila (um derivado do ácido fíbrico usado para redução do colesterol).

 

Qual o valor da Sinvastatina?

Hoje, existe uma grande variedade de medicamentos liberados pela Anvisa que visam o tratamento e a prevenção de doenças cardiovasculares e a manutenção dos níveis de colesterol no organismo. Muitos deles levam a sinvastatina em sua composição e podem ser encontrados no site da Drogaria Nova Esperança juntamente a ofertas imperdíveis em medicamentos genéricos.

 

Pensando nisso, decidimos listar alguns deles e suas marcas fabricantes. Veja a seguir:

 

SINVASTATINA 20MG COM 30 COMPRIMIDOS – SANDOZ

SINVASTATINA 40MG COM 30 COMPRIMIDOS – SANDOZ

SINVASTATINA 20MG COM 30 COMPRIMIDOS – MEDLEY

SINVASTATINA 40MG COM 30 COMPRIMIDOS – MEDLEY

SINVASTATINA 20MG COM 30 COMPRIMIDOS – CIMED

SINVASTATINA 40MG COM 30 COMPRIMIDOS – CIMED

SINVASTATINA 40MG COM 30 COMPRIMIDOS – BIOLAB

SINVASTATINA 20MG COM 30 COMPRIMIDOS – BIOSINTETICA

SINVASTATINA 40MG COM 30 COMPRIMIDOS – EMS

 

Lá você também encontra uma gama de medicamentos de Rosuvastatina com preços incríveis para o seu tratamento, sua saúde e bem-estar.

 

Referências:

 

Tags:

Receba as melhores notícias pela nossa newsletter!



    Informações do autor

    Bruno Aires

    Posts recentes

    Omeprazol: Como funciona, posologia e preço
    07 de junho de 2024

    Omeprazol: Como funciona, posologia e preço

    Leia na íntegra
    Citrato de Sildenafila:Para que serve, o que é e como tomar
    07 de junho de 2024

    Citrato de Sildenafila:Para que serve, o que é e como tomar

    Leia na íntegra
    Pantoprazol: O que é, seus usos e a forma de administração
    05 de junho de 2024

    Pantoprazol: O que é, seus usos e a forma de administração

    Leia na íntegra
    Sinvastatina: Para que serve, o que é e como tomar
    03 de junho de 2024

    Sinvastatina: Para que serve, o que é e como tomar

    Leia na íntegra
    Rosuvastatina: Para que serve, posologia e apresentações
    24 de maio de 2024

    Rosuvastatina: Para que serve, posologia e apresentações

    Leia na íntegra

    Mais acessados

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde
    02 de junho de 2020

    8 benefícios que o hábito de pedalar oferece à sua saúde

    Leia na íntegra
    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos
    13 de julho de 2020

    Vivendo com Diabetes: o que é, sintomas e os seus tipos

    Leia na íntegra
    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios
    10 de junho de 2020

    Saiba mais sobre o Óleo de Coco e seus diversos benefícios

    Leia na íntegra
    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno
    26 de junho de 2020

    4 motivos para usar protetor solar durante o Inverno

    Leia na íntegra
    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas
    16 de março de 2020

    As diferenças de comprimidos, cápsulas e drágeas

    Leia na íntegra