Mulher branca com camisa amarela listrada segurando uma barra de chocolate e com a mão na boca, dando a entender que está em dúvida se irá comê-lo ou não.

Do tradicional ao amargo, os Benefícios do Chocolate

Usado como sobremesa, decoração e presente, o chocolate é uma guloseima famosa no mundo inteiro pelo seu intenso sabor que adoça qualquer ocasião.

No entanto, por trás desta doçura, ainda é possível desfrutar de benefícios que podem contribuir com a sua longevidade, já que seus componentes ajustam os níveis de colesterol e previnem doenças como o câncer.

Mas você sabe onde nasceu esta delícia tão apreciada? É o que veremos no próximo tópico aqui no Blog da Drogaria Nova Esperança. Confira!

Como é originado o chocolate?

Tem muita gente por aí achando que o chocolate nasceu “chocolate”, o que é um verdadeiro engano, uma vez que o doce é resultado do processamento de um fruto vindo da América Central: o cacau.

O primeiro passo para a sua transformação acontece quando as sementes são assadas, fermentadas e moídas. Após a etapa, são expostas ao sol para a secagem, seguido de uma espécie de torragem. Depois de alguns processos específicos, chega-se ao licor, devido a uma manteiga formada ainda no forno, seguido do cacau em pó.

Afinal, engorda ou emagrece?

Bom, esse assunto é um verdadeiro tabu, devido ao mesmo tempo que o aperitivo envolve benefícios também pode esconder malefícios quando consumido em excesso.

Desta forma, procure pegar leve na hora de apreciar a gostosura. Para saber qual a quantidade suficiente para a sua idade e estatura, é recomendado conversar com um nutricionista.

Quanto de chocolate posso ingerir diariamente?

Para comer saudavelmente, ou seja, sem culpa, é recomendado ingerir de 30 a 40g por dia de chocolate, o que equivale a uma pequena barra ou a quatro pequenos quadrados.

Dicas, tipos e como cuidar dos seus cabelos

Vai um chazinho? Saiba tudo sobre essa especiaria

Quais os tipos de pele existem? Blog da DNE

Tipos de chocolate

De fato, é possível encontrar uma farta variedade de chocolates, principalmente nos grandes supermercados. Diversas prateleiras e gondolas cedem seus espaços para embalagens de tamanhos e sabores para todos os gostos e idades, como mostrado abaixo:

Tradicional

O chocolate tradicional costuma conter um alto valor energético, que reduz a pressão arterial e colesterol ruim, também, chamado de LDL-C. Ele também pode prevenir complicações na gravidez e favorece a saúde emocional, graças ao triptofano que estimula a produção da serotonina, o hormônio do bem-estar.

Ainda, o mesmo pode ser utilizado em acompanhamento, como em bolos, canjicas e doces tradicionais, mas na dosagem certa!

Ao leite

Este tipo de doce costuma unir uma boa quantidade de cacau, leite e açúcar. Em tal formato também é possível encontrar uma boa quantidade de licor, manteiga de cacau, leite em pó ou condensado.

Uma curiosidade sobre o chocolate ao leite é que, no Brasil, a porcentagem de cacau é abaixo do padrão comercializado pela Europa, que é de 25%.

Amargo

O chocolate amargo costuma conter até 85% de açúcar a menos que o tradicional, contendo flavonoides e antioxidantes poderosíssimos. Aqui, a taxa de ácido oleico, uma espécie de gordura, é fácil de ser encontrado, além do óleo de oliva.

Meio amargo

Chocolates dispostos em uma mesa em formatos de barras, semente de cacau, em pó e líquido.

Tão gostoso quanto os demais, o chocolate meio amargo possui de 40 a 55% de cacau, bem como manteiga de cacau e açúcar. Normalmente, são feitos de cacau torrado, quase sem adição de açúcar e leite.

Muitas pessoas, costumam utilizá-lo em sobremesas, bolos e tantas outros pratos que podem ser preparados em poucos minutos, sendo perfeito para aquelas visitas de última hora.

Branco

Quatro barras de chocolate branco uma sobre a outra numa superfície branca.

Embora seja um dos mais apreciados, o chocolate branco pode ser um verdadeiro inimigo das dietas, visto que quase não possui cacau e tem muito mais açúcar e gordura, a ponto de não ser considerado um chocolate real.

Na maioria dos preparos, sua receita também leva manteiga de cacau, leite e lecitina, além de diversos aromas.

No entanto, dar para usufruir do seu sabor desde que maneirado, para que o excesso não venha prejudicar o seu bem-estar futuramente.

Com esta variedade e benefícios é de dar água na boca! E você, qual é o seu favorito?

Este conteúdo foi formulado e desenvolvido, sob supervisão técnica da farmacêutica responsável: Dra. Daniela S. Dávida - CRF/SP 47.916. Não devendo as informações obtidas aqui, serem utilizadas como substitutas ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Tags:
,